Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Notícias

Festa dos Estados leva mensagem de união ao público

Festa dos Estados leva mensagem de união ao público

A Festa dos Estados, realizada pela Arquidiocese de Palmas para celebrar seu dia Diocesano, reuniu centenas de pessoas na Praça dos Girassóis neste sábado, 12.  Trata-se de um evento que ressalta a multiculturalidade existente na Arquidiocese de Palmas, que possui integrantes oriundos de diversos lugares do país . Iniciada com momento de oração e reflexão, Dom Pedro Brito Guimarães usou o Salmo 133 para ressaltar a importância da união entre as pessoas. "A união é como o orvalho que prepara as pessoas, a sociedade e a igreja para frutificarem em boas obras modificando o mundo tornando-o um lugar agradável e cheio de amor, paz e alegria para vivermos juntos como irmãos e como irmãs. O orvalho é a palavra de Deus no coração dos seres humanos ela tem o poder de transformar e produzir frutos abençoados e abençoadores, o salmista faz referência a essa união fraterna como viver em união, diferente de estar juntos unidos ou reunidos", disse o Arcebispo. A festa contou com apresentações culturais de pessoas que representavam as regiões Norte, Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul do país, as quais foram contempladas também com barracas e comidas típicas. Houve a entrada das bandeiras e orações por cada estado da Confederação. O público pôde vibrar com as apresentações das Comunidades Sementes do Verbo e Shalon, os cantores Remilvan Milhomem e Genésio Tocantins, de integrantes do Centro de Tradições Gaúchas, do baião de Luiz Gonzaga, e também, da Campeã do Arraiá 2017, a quadrilha Amor Caipira. Fonte: ASCOM Arquidiocese de Palmas
Número de Católicos cresce mais do que população mundial

Número de Católicos cresce mais do que população mundial

O Vaticano divulgou a última edição do “Anuário Estatístico da Igreja”, relativo a 2014, onde se revela que desde 2005 o número de batizados cresceu mais do que a população mundial. Entre 2005 e 2014 o número de católicos batizados em todo o mundo aumentou 14% e a população mundial 10,8%, revela o ‘Annuarium Statisticum Ecclesiae’ 2014. Em termos absolutos, em 2014 contam-se 1,272 bilhão de católicos (17,8% da população), enquanto em 2005 eram 1,115 bilhão (17,3% da população mundial). A Europa, com quase 23% da comunidade católica mundial em 2014, é a área “menos dinâmica”, com um crescimento do número de católicos pouco superior a 2%, enquanto que o continente africano registra o maior crescimento, quase 41%. Na Europa, a percentagem de católicos em relação à população situava-se nos 40% em 2014, e o crescimento demográfico desde 2005 foi inferior ao aumento do número de batizados. Entre 2005 e 2014, o número de batizados na Oceania cresceu menos do que a população do continente (15,9% e 18,2%, respectivamente), ao contrário do que se verificou na América, onde os católicos aumentaram 11,7% e a população 9,6%. Na Ásia, registrou-se um aumento de 20% no número de católicos e 9,6% no crescimento populacional. Em todo o mundo, o número de bispos passou de 4.841 para 5.237, entre 2005 e 2014, aumentando 8,2%; e o número de sacerdotes, diocesanos e religiosos, cresceu em 9.381, passando de 406.411 para 415.792, aumentando 32,6% na África, 27,1% na Ásia e diminuindo 8% na Europa e 1,7% na Oceania. De acordo com o comunicado da Santa Sé, o maior crescimento nos vários grupos analisados pelo ‘Annuarium Statistitcum Ecclesiae 2014′ refere-se aos diáconos permanentes, com um aumento de 33,5% entre 2005 e 2014, passando de 33 mil para quase 45 mil. Os diáconos permanentes são agentes pastorais de maior relevo, sobretudo na América do Norte, onde atuam 64,49% dos diáconos permanentes do mundo, e na Europa, onde trabalham 32,6%. “A dinâmica destes agentes não é certamente devido a razões temporárias e contingentes, mas parece expressar novas e diferentes opções na apresentação da atividade de difusão da fé”, refere o comunicado da Sala de Imprensa. Os dados estatísticos da Igreja Católica, que comparam os números de 2014 em relação aos de 2005, mostram ainda uma diminuição de religiosos não sacerdotes, de 54.708 para 54.559, nomeadamente na América (-5,0%), na Europa (-14,2%) e na Oceania (-6, 8%), tendo-se registrado um aumento em África (10,2%) e Ásia (30,1%). O ‘Annuarium Statisticum Ecclesiae’ 2014 evidencia também o crescimento no número dos candidatos ao sacerdócio no mundo, que aumentou de 114.439 em 2005 para 116.939 em 2014, tendo-se sido 120.616 em 2011. Fonte: Site Canção Nova | noticias.cancaonova.com