Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Notícias

Informativo Arquidiocesano 04 - 23/11/2017

Informativo Arquidiocesano 04 - 23/11/2017

Ano Nacional do Laicato se inicia no próximo domingo, 26, na Solenidade de Cristo Rei Para enfatizar a vocação e missão dos leigos na Igreja e no mundo, a Igreja no Brasil vai celebrar, no período de 26 de novembro de 2017 a 25 de novembro de 2018, o “Ano do Laicato”, com o tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e com o lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo”. O intuito é celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; aprofundar a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar Jesus Cristo e seu Reino na sociedade. Para celebrar em unidade o Ano do Laicato, a Arquidiocese de Palmas apontou algumas ações a serem desenvolvidas nas comunidades e paróquias. Como apoiar a formação de uma comissão, em cada paróquia, para auxiliar o Conselho Arquidiocesano de Leigos e Leigas de Palmas nas atividades do laicato no decorrer do Ano; promover a divulgação desse período, se utilizando também, dos recursos de comunicação e propagação disponibilizados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB; apresentar e dinamizar o estudo e a prática do Documento 105 da CNBB: Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade. A presidente do Conselho de Leigos e Leigas da Arquidiocese de Palmas, Meire Gomes, fala sobre o documento que tem como perspectiva a afirmação dos cristãos leigos e leigas como verdadeiros sujeitos eclesiais.  “É um documento que reconhece o papel do leigo na Igreja, um papel de protagonismo... E esse documento veio valorizar, veio dar uma maior autonomia e ênfase ao leigo. E nós temos realizado encontros, neste ano nós realizamos o encontro de Fé e Cidadania, realizamos o Encontro de estudo do Documento 105, justamente pra gente divulgar mais o documento 105, o papel do leigo na Arquidiocese, que é um papel de protagonismo na família, na sociedade, na Igreja, onde quer que o leigo esteja, o cristão leigo - leigo é todo cristão, todo batizado, o povo de Deus. O leigo tem o papel dele à serviço do Reino de Deus”. Durante o Ano do Laicato, também, serão comemorados os 30 anos do Sínodo Ordinário sobre os Leigos, realizado em 1987 e da Exortação Apostólica Christifideles Laici, de São João Paulo II, publicada em 1988, sobre a vocação e a missão dos leigos na Igreja e no mundo.   Vicariato da Ação Social promove ações solidárias no Dia Mundial dos Pobres Pelo Dia Mundial dos Pobres, instituído pelo Papa Francisco e celebrado no último domingo, 19, o Vicariato da Ação Social da Arquidiocese de Palmas, coordenado pelo padre Waldeon Reis, realizou ações solidárias, pela manhã e tarde, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Taquaralto. O Dia Mundial dos Pobres foi iniciado com a Santa Missa e, em seguida, ofertou à comunidade atendimentos médico e odontológico, palestra sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis, atendimento sobre práticas jurídicas, higiene, beleza e corte de cabelo, orientação sobre os primeiros mil dias de vida de uma criança, informes sobre dependências químicas e prevenção sobre câncer de mama e do colo do útero, oficina de teatro e brinquedoteca. Com o voluntariado de 50 pessoas, servos da Paróquia e profissionais, foram realizados, ao todo, 91 atendimentos. Maria de Jesus faz parte do Vicariato da Ação Social e fala sobre a ação solidária. “Celebrar o Dia do Pobre é atender o chamamento do Papa Francisco que nos convida a abrir os corações para partilhar com os pobres. A partir do nosso evento percebemos que muitos profissionais, muitas pessoas estão dispostas e querem ajudar. Tivemos um dia com vários atendimentos e eu destaco uma família que veio a mãe com os três filhos e todos saíram lindos, alegres, felizes. Então, isso alegra o nosso coração. Nós vivemos tempos difíceis. Muita gente nem gosta dessa expressão ‘O Dia dos Pobres’, mas muitas pessoas são tão necessitadas, excluídas e é pra realmente mexer com as pessoas. Incomoda? É pra incomodar. Para que nós possamos sair do nosso comodismo e fazer algo pra que essa situação mude. Que o nosso coração seja sensível para ver a necessidade do outro e ajudar”. Foto: Amanda/Ascom Arquidiocese de Palmas   Comissão de Juventude da Arquidiocese de Palmas realiza Vigília Jovem no próximo sábado, 25 No próximo sábado, 25 de novembro, acontece a 3ª Vigília Jovem, no Santuário Nossa Senhora de Fátima, com o lema “Jovens em Adoração”. A vigília terá início com a Santa Missa às 22h30. Após a Missa, será servido um jantar e, em seguida, começa a adoração ao Santíssimo Sacramento, que segue até a celebração da Santa Missa, às 6 horas, no domingo, quando a Igreja celebra a Solenidade de Cristo, Rei do Universo. A iniciativa é da Comissão de Juventude da Arquidiocese de Palmas, coordenada pelo padre Juan Carlos. Ele fala sobre a importância desse momento para a juventude. “Os jovens, junto aos seus grupos, são convidados a estarem presentes ao longo da noite na atitude de Adoração. Cada hora terá um grupo animando o momento orante da adoração ao Santíssimo e vamos convidar os jovens a rezar, a orar pela vida da juventude. Sobretudo, porque, nesse último tempo, a gente recebeu tristes notícias de jovens que tiraram a sua própria vida. Então, nós queremos rezar, e na Adoração, pela vida dos nossos jovens”.   Congresso Estadual da Renovação Carismática Católica do Tocantins reúne 60 cidades do Tocantins Mais de 1.500 fieis de 60 cidades de todo o estado se reuniram em Colinas do Tocantins para o Congresso Estadual da Renovação Carismática Católica do Tocantins, que aconteceu de 17 a 19 de novembro, com o tema “O Espírito Santo descerá sobre ti” (Lucas 1, 35). Participaram do encontro carismáticos da Arquidiocese de Palmas, das dioceses de Miracema do Tocantins, Porto Nacional, Tocantinópolis e Cristalândia. Além deles, estiveram presentes fieis das dioceses de estados vizinhos, como Pará e Maranhão. O Congresso celebrou o Jubileu de Ouro da RCC, 50 anos do movimento no mundo. Cícero Batista, presidente do Conselho Estadual da RCC, fala sobre esse período de experiências com o derramamento do Espírito Santo. “Cinquenta anos de experiência do batismo do Espírito Santo, cinquenta anos de experimentarmos o derramamento da Água Viva que Deus tem derramado desde o seu Concílio Vaticano II, desde sempre na Igreja, podemos dizer. Mas, nos últimos cinquenta anos, a gente consegue experienciar e somos, hoje, testemunhas dessa grande graça. A contribuição desse Congresso pra toda Igreja do estado do Tocantins foi de reanimar, reavivar, recordar o povo de que há um Deus vivo, que nos toca, que transforma as nossas vidas. E esse mesmo Deus transformador nos envia a dividir, a partilhar, com os outros, essa grande experiência. O que nós podemos dizer é que nós vimos o Senhor tocar o seu povo. Vimos o Senhor passar no meio do seu povo e nós experimentamos mais uma vez o derramamento do Espírito Santo sobre nós. O presidente da RCC na Arquidiocese de Palmas, Daniel Pimentel, fala sobre a participação massiva da Arquidiocese no Congresso Jubilar e sobre a missão da RCC para o próximo ano em Palmas. “Pela primeira vez a gente mandou 200 pessoas para um Congresso, foram três ônibus e realmente agora é a gente colher os frutos. Recebemos o envio de Dom Giovane. Tivemos a presença dos bispos Dom Giovane, Dom Philip, Dom Romualdo, Dom Pedro também se fez presente. Isso foi muito importante para o Movimento. E, realmente, é aquilo que Dom Pedro falou: somos maravilhas de Deus. Esse Congresso veio, a semente foi lançada e é o tempo da gente colher nossos frutos pra nossa Arquidiocese, para nossos Grupos de Oração, evangelizar, ir aonde as pessoas mais necessitam. Ficou isso em nosso coração. Sentimos a presença real de Deus em nosso meio. Que realmente possamos sair, evangelizar, apresentar Jesus às pessoas que ainda não O conhecem”.   Arcebispo Metropolitano de Palmas questiona palestra sobre sexualidade na Escola de Tempo Integral Anísio Spínola Teixeira O conteúdo de uma palestra sobre sexualidade realizada na Escola de Tempo Integral Anísio Spínola Teixeira, no setor Bertaville, em Palmas, revoltou pais, alunos e professores. O assunto gerou polêmica, sendo debatido em diversos ambientes, redes sociais e imprensa. O Arcebispo Metropolitano de Palmas, Dom Pedro Brito, solicitou esclarecimentos ao secretário municipal da Educação, Danilo Melo, responsável junto ao presidente da Fundação da Juventude, Nahylton Alen, pelo projeto “E agora? Sexo, drogas e tecnologia”, que inclui palestras no ambiente escolar. “Não é a primeira vez. Não é a primeira reclamação que recebo das pessoas, também da sociedade organizada pedindo o nosso parecer sobre o que está acontecendo a respeito das informações que se dão em sala de aula, à respeito da afetividade e sexualidade das crianças e adolescentes. Embora todo mundo saiba que educação sexual é importante, é necessária, é fundamental, é urgente, é legítima, o que está acontecendo, às vezes, não manifesta algo saudável, algo educativo, isento de segunda intenção. Às vezes, aquilo que é genuíno e bom vem maquiado, com segundas intenções, com a transversalidade de uma agenda que o mundo está impondo à família, à igreja e à sociedade, chamada agenda de ideologia de gênero". Dom Pedro elogiou a ideia do projeto que é conscientizar o público infanto-juvenil com palestras e bate-papo sobre sexo, drogas e tecnologia. Mas exortou sobre a polêmica que causou. “Importante dizer o seguinte: nós não podemos fazer uma educação que crie polaridade. A sociedade está muito polarizada. Ela está polarizada pela política, está polarizada pela economia, pelo social, pelo cultural e agora pelo educacional. Quando acontece algo que mexe com as pessoas, que provoca, que ofende, que mexe com o sentimento das pessoas é preciso rever. A ideia é boa, o projeto é bom, mas, às vezes, vem numa dose maior do que as pessoas podem assimilar”. O arcebispo destaca também o papel da Igreja como formadora e orientadora dos fieis. "O que está acontecendo? Porque tanta polêmica? Porque tanta apelação com um tema tão sagrado, tão divino? Que vem da intenção do Criador. Deus fez homens e mulheres sexuados com a proposta muito forte de crescer e multiplicar. Porque está acontecendo hoje essa polarização? O que está errado? É o lado de cá ou o lado de lá? Quem está no meio? Quem está sendo vítima dessa celeuma, dessa polêmica? Como é que deve de posicionar? Portanto, eu peço a todos que revejam seus posicionamentos, façam uma avaliação crítica daquilo que está sendo proposto. E investir dinheiro e tempo que são importantes na educação, em algo consistente, que tenha significado, que tenha valor, que tenha sentido para a vida das pessoas. Quando as pessoas reagem negativamente, é um sinal de que pra elas não tem sentido, não consiste, não tem valor. É preciso que se reveja". Os gestores municipais também foram convocados para estarem na Câmara de Palmas nesta quinta-feira, 23, para responderem as dúvidas de vereadores a respeito das denúncias dos alunos que participaram da palestra. Foto: Irene Alves Trabalhos Técnicos: Rodrigo Campos Produção e apresentação: Camila Soares
Círio de Nazaré será tradição em Palmas

Círio de Nazaré será tradição em Palmas

Com emoção, fé e devoção, cerca de 4 mil fieis participaram do 1º Círio de Nazaré em Palmas, nas últimas terça e quarta-feira, 14 e 15 de novembro. A visita da imagem peregrina movimentou as paróquias das três regiões episcopais da Arquidiocese de Palmas: Região São Pedro, São Paulo e São João, por onde ela passou. A programação do Círio iniciou-se com a recepção da imagem no aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues e, dali, seguida por carreata, ela visitou comunidades e paróquias e foi acolhida fervorosamente pelos fieis. Vigília, momentos marianos e tradicional procissão com a corda fizeram parte da festa, encerrada com a celebração solene da Santa Missa no Centro de Evangelização Casa de Maria, que recebeu mais de 3000 pessoas. A Santa Missa foi presidida pelo arcebispo metropolitano de Palmas, Dom Pedro Brito. Em sua homilia, ele exortou os fieis a, diante das graças recebidas, voltarem à Fonte que é Jesus, para agradecerem, como fez o samaritano no Evangelho de Lucas, e a permanecerem Nele. Dom Pedro também partilhou sobre o que percebeu nos fieis durante o Círio de Nazaré. No encerramento do Círio, o padre Fábio Gleiser, coordenador geral do evento, agradeceu a toda equipe de servos envolvida e disse ser esse o início de uma nova tradição em Palmas. Para o ano que vem, a previsão é que o Círio de Nazaré aconteça também em novembro. Por Camila Soares Fotos: Camila Soares