Uma parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR), a partir do uso do sistema SEI Apostila, vai permitir a partir de 15 de agosto, que cartórios extrajudiciaisbrasileiros validem documentos como certidões de nascimento e de óbito, diplomas escolares, procurações, declarações e certificados públicos para utilização no exterior.

A diretora Anoreg Brasil, Patrícia Ferraz, explica que qualquer documento produzido no Brasil  e que precise de uma validação de uma autoridade pública para ser aceito no exterior poderá ser validado pelos cartórios extrajudiciais a partir do dia 15 de agosto, de acordo com a regulamentação que foi feita pela CNJ por força da subscrição do Brasil a convenção de Haia.

“Com a entrada dos cartórios extrajudiciais, nesse procedimento, amplia de nove postos para mais de 15 mil postos de atendimento, pois temos 15 mil cartórios no Brasil todo. Imagine o que o cidadão vai economizar de tempo, energia e dinheiro”, esclarece Patrícia.