Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Últimas Notícias

<strong>Arquidiocese realiza Jornada Vocacional neste domingo, 27</strong>

Arquidiocese realiza Jornada Vocacional neste domingo, 27

A Arquidiocese de Palmas realiza a 14ª Jornada Vocacional no próximo domingo, 27 de maio, das 8h às 17 horas, na Escola de Tempo Integral Eurídice Ferreira de Melo, no Aureny III. O encontro acontece todo ano e, nesta edição, abordará a temática do Sínodo dos Bispos, que acontecerá em outubro: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. O diácono José Fernandes, membro da Pastoral Vocacional e do Serviço de Animação Vocacional da Arquidiocese, fala sobre como o encontro pretende ajudar os jovens no discernimento vocacional. “Nós trabalhamos a vocação sacerdotal, a vocação religiosa, a vocação às novas comunidades de vida – leigos consagrados – e a vocação familiar, que é o matrimônio. Durante a Jornada, nós tentamos mostrar com oficinas, testemunhos, como acontece o discernimento vocacional, como a pessoa deve se colocar nesse caminho, valorizando mais aquilo que Deus tem para a pessoa, como um projeto Dele e que nós acolhemos. Porque a vocação é sempre chamado de Deus e resposta humana. Para nós, o mais importante é fazer o jovem compreender isso. Independente do ambiente aonde ele estiver, do estado de vida que ele escolha, ali ele será realizado se permanecer na comunhão com Deus, que é o chamado primário: o chamado à santidade”. A Jornada faz parte da nova campanha de evangelização da Arquidiocese, chamada “Cada Paróquia uma nova vocação”, iniciada e apresentada pelo arcebispo Dom Pedro Brito em abril, no Domingo do Bom Pastor e Dia Mundial da Oração pelas Vocações. O diácono José Fernandes também fala sobre a campanha. “‘Cada Paróquia uma nova vocação’ é uma Campanha que vamos fazer durante esse ano tentando ajudar as pessoas nas diversas paróquias a rezarem pelas vocações e, consequentemente, para promover a realidade vocacional na nossa Arquidiocese. A nossa principal intenção é despertar nas paróquias a consciência de que precisamos rezar pelas vocações, para que os jovens tenham coragem de assumir o chamado de Deus. Então, nós vamos fazer três ações durante esse ano: 1) a oração, 2) dar testemunhos das realidades vocacionais que temos na nossa Arquidiocese, falar bem das vocações e 3) fazer o convite dite, convidar os jovens para fazer uma experiência vocacional, a ter coragem de conhecer uma comunidade de vida religiosa, a conhecerem o Seminário, a doarem um ano da vida para fazer um discernimento mais profundo”. Henrik Cecílio, da Paróquia São Judas Tadeu, já fez sua inscrição e se diz ansioso para participar da Jornada Vocacional. “Depois que comecei a participar mais ativamente da Paróquia, eu entendi qual é a minha finalidade aqui na terra e o que Deus quer para mim, que é a santidade. Antes disso, eu achava que a santidade era só para freiras, para padres, enfim, para as pessoas que consagram sua vida. Eu acredito que nesse encontro eu vou poder conhecer um pouco mais, conseguir mais informação a respeito das vocações; o que são as vocações, cada uma delas. Estou bastante ansioso porque também me sinto um pouco perdido. Estou querendo muito descobrir qual o caminho seguir aqui nessa vida, para gastar melhor meu tempo. E acredito que nesse encontro eu vou conseguir esclarecer e ter mais um pouco de discernimento a respeito do que eu quero para a minha vida aqui”. A inscrição para a Jornada Vocacional é feita por meio de formulário online, disponível no site da Rádio Liberdade, e se encerra neste sábado. O valor é 5 reais, incluindo alimentação. As paróquias que tiverem um número considerável de inscritos, podem solicitar transporte de ida e volta para os participantes, através do número (63) 99243-9849.   Por Camila Soares/Rádio Liberdade
<strong>Arquidiocese de Palmas inicia preparação para o Ano Missionário 2019</strong>

Arquidiocese de Palmas inicia preparação para o Ano Missionário 2019

Aconteceu no último sábado, 21 de abril, o I Encontro Arquidiocesano de Formação e Animação Missionária, realizado pelo Conselho Missionário Diocesano (COMIDI), na Comunidade Santa Maria Madalena Postel. O encontro deu início à preparação das pastorais, movimentos, organismos e Comunidades de Vida para o Ano Missionário, a ser vivido na Arquidiocese em 2019. O Encontro contou com formação ministrada pelo coordenador do Conselho Missionário Regional (COMIRE - Norte 3), padre Raimundo Araújo, da Diocese de Miracema do Tocanitns, com o objetivo de animar e potencializar a missão na Arquidiocese de Palmas. Ele fala sobre o foco da formação. “Temos como objetivo principal motivar as pessoas para darem respostas concretas ao convite que o Papa Francisco está fazendo, que é uma Igreja em saída, evangelizar. Para isso, é preciso, então, animar as pessoas. Tem que sair das quatro paredes, ir visitar pessoas, conhecer as pessoas, levar Jesus Cristo, que caminha conosco. ‘Potencializar’ não é algo que vem de fora, já está conosco. É o Batismo. O Batismo é que nos dá essa força de sermos evangelizadores e, ao mesmo tempo, evangelizados. Potencializar é fazer com que cada um descubra e viva a missão que está dentro de si”. O arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Palmas, dom Pedro Brito, esteve presente e motivou os participantes com a leitura e meditação da Palavra de Deus e realizou uma dinâmica de reflexão e partilha sobre as forças, fraquezas, necessidades, potencialidades e possibilidades missionárias da Arquidiocese. Dom Pedro fala sobre a frase que motivou sua dinâmica: “Tudo com missão, nada sem missão”, que é um trecho do Hino que ele compôs para o 4º Congresso Missionário Nacional de 2017. “O canto termina dizendo: ‘tudo com missão, nada sem missão’. Porque a tendência da gente é separar as coisas: ‘eu vou fazer catequese’, não tem nada a ver com missão; ‘eu vou fazer a pastoral da Juventude’, não tem nada a ver com missão. Missionário é outra coisa. ‘Eu vou celebrar minha missa, fazer meus batizados, meus casamentos’, não tem nada a ver com missão. E essa frase quer desmistificar isso, tirar da cabeça das pessoas que se o que eu faço não for missão, para que serve para o Reino de Deus? O que essa ação, que a gente gasta tanto tempo e dinheiro, vai importar na construção do Reino de Deus? É por isso que a gente não deve fazer nada sem missão. E tudo o que nós fizermos na Igreja é uma missão; uma missão grande, missão pequena, mas é uma missão à serviço do Reino de Deus; estou à serviço de Deus, construindo a minha Igreja”. Dom Pedro conta, ainda, sobre a providência e a confirmação de Deus quanto ao Ano Missionário em 2019, determinado no Plano de Evangelização da Arquidiocese. “Deus é tão providente, que nós decidimos, há três anos atrás, que 2019 seria o ano missionário da diocese. Sabe o que aconteceu? O Papa proclamou o mês de outubro de 2019 como o mês missionário do mundo todo. Veja como nós tínhamos razão. Além de fazer uma coisa ‘missionariamente’ local, estamos ligados ao desejo do Papa de que o mês de outubro seja o mês missionário para todo mundo. É assim que a gente vai fazendo as coisas, antecipando os dons do Espírito Santo. Espero que as pessoas tenham colocado como uma força missionária os dons do Espírito Santo, a inspiração do Espírito Santo”. O Ano da Missão faz parte das urgências, prioridades, eixo norteador e objetivos do Quadriênio 2016-2019 e tem o objetivo de despertar as comunidades da Arquidiocese de Palmas para o anúncio de Jesus Cristo, por meio do serviço, do testemunho e do diálogo, em estado permanente de missão, como expressão visível de uma Igreja convertida e em saída.   Por Camila Soares/Rádio Liberdade Fotos: Camila Soares